Mães são todas iguais

Ninguém é mais diferente de mim e, incoerentemente, ninguém é tão igual a mim, como meu filho… Eu sou um milhão de amigos, ele é de poucos, raros e as vezes  nem os procura. Sou facebook, blog, twitter, MSN, blackberry, Nextel e skype, ele navega em busca de conteúdo num processo  introspectivo, solitário… Leu e viu mais filmes do que eu,  sou emoção, ele cérebro… Enquanto me reciclo, me refaço, jogo fora o que não uso, ele guarda, acumula coisas que até Deus duvida… Ambos nos encontramos na criatividade, mas até agora foi impossível criar juntos…

Desde 2005 ele mora em São Paulo, integra a equipe do Tom Cavalcante, se encontrou como autor de comédia, redator de humor… Eu jamais consegui contar uma piada, o que dirá escrever… Nos tempos em que tinha uma banda de rock com contrato em gravadora, cd na praça, na trilha de Malhação e tocou no Rock in Rio 2001 na Tenda Brasil, jamais se imaginou neste caminho. A música entrou em recesso, passou para a publicidade e a convite do Tom usou a criatividade no humor. E foi dando certo. Tratou com seriedade o desafio. Dignidade e respeito ao novo projeto de vida, mudança total, de cidade e produto.

Convivendo com o maior comediante brasileiro, tenho a impressão que aprendeu a fazer um mix de todas as suas experiências. De uma maneira genérica acho que pega uma parte da obra de Shakeaspeare que leu num carnaval quando não quis viajar comigo à Bahia, os livros de PNL que lê em inglês desde os 18 anos, mais a vivência em Nova York e Los Angeles por quase 3 anos, soma isso aos filmes de todos os estilos e gêneros que assiste compulsivamente, com um olhar crítico presta atenção o povo na rua, mistura tudo e sai humor…

Tem livros escritos pela metade, sonhos de montão e poucos sabem o quanto em casa é irônico e engraçado… Fala pouco do seu trabalho, às vezes telefona apenas para jogar uma idéia na roda como se pensando alto surgisse a solução para os roteiros que escreve… Aprendeu a viver em São Paulo e nestes anos jamais me enviou uma foto com algumas das “estrelas” do Show do Tom, nem mesmo com o próprio patrão. Mas na ultima semana enviou a primeira com o seguinte email:

Oi mãe, tudo bem?

Eis uma foto minha com o Pedro Manso, que faz o Faustão do Tom. Carlinhos, que faz o Mendigo. Além de Solange, a Gaga de Ilhéus, Paloma e Mariana, sobrinha do Tom. Acho que ficou boa essa foto.

bjo, Bernardo.

Não resisti a colocar no post… Mães, são todas iguais !

Bernardo, Pedro, Paloma, Carlinhos, Solange e Mariana.

3 Respostas para “Mães são todas iguais

  1. Ora, mas com um filhão desses, que mãe conseguiria ser diferente?

  2. Orgulho de ter conhecido e conviver com Bernardo. Inteligente, Íntegro e profissional. Amigo!
    Parabéns pelo filho, Léa. E como diz meus pais: “Bons frutos só nascem de boas árvores”
    Beijos e 2011 estamos todos juntos!

  3. .Mas nem todas conseguem “explicar” um filho com tantos cuidados e visível respeito pelo “espaço” dele. Parabéns, e como ele diz, a foto ficou boa, rsrsrs…Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s