Aprendendo e ensinando

Foto : Cláudia Schembri

Até pouco tempo eu acreditava que conhecer alguém que não soubesse ler era tão improvável como nevar na Bahia.  Mas desde 2004 quando vim morar em Vila de Santo Andre, BA, descobri que o fato existe ao meu lado. Impactante ver garotos analfabetos com pouco mais de 15 anos. Alguns aprenderam pouco na escola, ou quase nada. Sabem apenas escrever (ou desenhar?) o nome e são considerados analfabetos funcionais.  Segundo o relatório Educação para Todos divulgado há poucas semanas pela Unesco, a baixa qualidade do ensino nas escolas brasileiras é responsável pela nossa vergonhosa 88º posição no Índice de Desenvolvimento Educacional, atrás de países mais pobres como Paraguai, Equador e Bolívia. Vejo isso todos os dias. E por isso, como não dá para mudar o país, aproveito o tempo que estou aqui e faço o que posso.

Esta semana incentivei Cláudia Schembri, a fotógrafa que generosamente cede as fotos que coloco neste blog, para ajudar Nalanda, sete anos, moradora do outro lado da rua, a fazer os deveres de casa. Cláudia tem, entre outros estudos, formação em pedagogia e jeito para tratar crianças. Mas ficou assustada ao constatar no primeiro encontro que a menina apesar de estar na 2ª série não sabe ler.  Conhece o alfabeto, algumas sílabas, mas não forma palavras. O caderno está em branco e a menina sabe que nada sabe. Um enorme desafio, mas acredito que Cláudia vai conseguir ensinar Nalanda a ler e escrever.

Dentro deste movimento de fazer alguma coisa, a Lola convidou e ontem comecei a ensinar para um grupinho de 9 jovens que participam de um projeto de rádio na web no IASA (Instituto Amigos de Santo André), a fazer um blog. Enquanto eu escrevia o post anterior com todos colaborando com as informações, vendo fazer upload da foto feita no momento, percebi olhinhos tímidos e curiosos.  São adolescentes, não importa se vivem à beira de um rio lindo e de um mar imenso numa vila com menos de mil habitantes com ruas de terra e onde falta saneamento básico. Jovem é igual em qualquer parte do planeta. As meninas querem o “template” do blog lilás ou roxo e os meninos preferem o cinza e o preto. O grupo fechou acordo num tom laranja claro, e as aulas vão continuar uma vez por semana até dominarem a ferramenta do blog. Impossível descrever a alegria que essa aula me trouxe. Aprendo muito vivendo aqui e ensinei a minha profissão para muitas pessoas. Mas desta vez é completamente diferente. É um sentimento que não se explica nem se vende. É um aconchego no coração, é retribuir à vida um pouco do que sei. É como ajudar a abrir uma janela e liberar a borboleta, como a da foto, que passou a noite dentro de casa…Vai voar por outros mundos, liberta…

Anúncios

5 Respostas para “Aprendendo e ensinando

  1. DEMAIS, LEA!!! LINDO DEMAIS!!!
    NÃO TEM PREÇO… BEIJÃO!

  2. Beijãooo e muita coisa pela frente juntas… E a honra é minha, Léa!
    ( :

  3. Parabéns pra você e para a Cláudia!
    GENTE que faz é tudo de bom!
    Um dia ainda me torno gente também!

    Grande abraço.

  4. Muito lindo o gesto de vocês…
    Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s