A Rainha do Carnaval

Houve um tempo, na primeira metade do século passado, em que as belas moças das famílias tradicionais eram as rainhas do carnaval. Não que hoje não seja assim, mas a historia que eu conheço e lembro em todos os carnavais conta de uma moça bonita, usando um longo vestido de seda e renda francesa, que passou a noite sentada num trono de rainha num clube tradicional e elegante de Curitiba. Entre o aceno para os foliões e o cantarolar das marchinhas, notou a presença de um rapaz fantasiado de dominó, com a cabeça coberta por um capuz, que rondava o seu trono… Ela não via seu rosto, mas prestou atenção na mão e no anel em destaque. O rapaz a noite inteira só tinha olhos para a moça. De família menos abastada, não era sócio do clube, nem tinha dinheiro para comprar ingresso. A fantasia de dominó foi uma forma de entrar disfarçado. Na entrada cumprimentou alegremente o diretor do clube como se fosse um assíduo freqüentador.

Acabou o carnaval e a rainha voltou a ser professora de crianças. O rapaz não a perdeu de vista, seguiu seus caminhos e descobriu que um sobrinho estudava na escola onde a moça dava aulas. Passou a ir buscar o menino no final da aula até que um dia, finalmente, a moça olhou prá ele, ou melhor, para as mãos dele, e reconheceu o anel. Amor a primeira vista ! Casaram, tiveram 5 filhos, brincaram muitos carnavais e viveram felizes por 59 anos. Esta é a historia de Yayá e Alceu, meus pais, que relembro todos os carnavais…

Da esquerda para a direita : Déa, eu, Victor, mamãe, Marcus (na frente), papai e Alceu Filho (foto : Paulo Martins - 1970)

 

Anúncios

7 Respostas para “A Rainha do Carnaval

  1. Que linda história, Leleca.Como você era bonita ! Do Victor, nem vale falar.O Marcus ainda era um garotinho ! Salvei essa foto 3 vezes para
    não correr o risco de sumir e eu não encontrar. Apesar que esse é um
    padrão que não vai acontecer nunca entre mim e essa família.Grande
    beijo.

  2. Eu e o Victor também nos conhecemos num carnaval. Eu tinha 24 anos, e
    dançava vestida de piratinha em cima da mesa quando ele chegou e a Sueli nos apresentou. O resto deixa prá lá.

  3. Os pais da Denise também se conheceram num carnaval no conhecidíssimo baile do ” I life ” , baile que meus pais também
    iam sempre. O encontro de Carlina e Zefir também foi de amor
    à primeira vista. O que eu agradeço muito, pois dele nasceram
    a Monica e a Denise.

  4. Acho que podemos concluir que Cupido desce à terra nesses dias para treinar suas flexas e arrebatar corações. Feliz carnaval , Leleca.
    Nenô

  5. Demais……… lindo texto e a foto nem se fala, maravilhosa!!!!! bjs prima

  6. Adorei, linda a história. Parabéns pelo belo texto. Bjs.

  7. Por falar em carnaval, lembra do de 1969 no Montanha .Veja a sua foto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s