Inspirações e referências

Quando li esta manhã sobre a partida da Danuza Leão lembrei do Moacyr Deriquem. Modelo e ator nos anos 70 – 80, sempre que algum famoso morria ele dizia “ninguém vai sozinho”. E era a mais pura verdade, dias depois surgia a notícia de uma outra partida… Mas junho extrapolou: até agora foram 5 queridas que, de alguma forma, fizeram parte da minha vida…

Eu e Neila Tavares (4 de junho), tínhamos a mesma idade, a nossa vida se encontrou diversas vezes…Foi amiga dos meus dois maridos, Paulo Martins e Régis Cardoso por quem foi dirigida na novela “Anjo Mau”. Neila foi da geração da pílula que trouxe liberdade às mulheres que seguiram a vida independente de parceiros. Mulheres que se reinventaram, buscaram seu espaço e, como escrevia muito bem, brilhou também nas letras. Maria Lucia Dahl (16 de junho) com quem falei poucas vezes nunca soube o quanto me inspirou. Eu era repórter de revistas e jornais, ela cronista no Jornal do Brasil. Como eu gostaria de saber escrever crônicas, falar sobre coisas comuns com a mesma facilidade com que ela fazia.  Eu lia as suas crônicas e me perguntava se conseguiria fazer algo que chegasse próximo. Quando há alguns anos ela foi morar no Retiro dos Artistas aplaudi. Tenho a maior admiração pelo Retiro, acho um trabalho lindo e se um dia me sentir sozinha vou bater na porta.

Na década de 70, casada com um diretor de novelas, passei a fazer parte de um grupo seleto de estrelas globais que era convidado a encontros promovidos pela Guta Matos, poderosa diretora de elenco da Globo, as sessões de cinema organizadas por Moacyr Deriquem, uma vida social muito divertida onde Ilka Soares (18 de junho) sempre linda e elegante transitava. Até um fim de semana na casa da Arquidiocese do Rio de Janeiro a convite do Bispo Dom Eugenio Salles estivemos juntas. O que me impressionava era um estilo chic mesmo que se vestisse de saco de estopa. Eu nunca chegaria a este ponto, acho que as pessoas com estilo nascem assim. Foi uma mulher elegante sempre, assumiu os cabelos grisalhos antes de muitas. Partiu faltando poucos dias para completar 90 anos.

Marilu Bueno (22 de junho) conheci nas gravações da novela Estúpido Cupido…Durante muitos anos fazia eu fiz matérias de novelas para revistas especializadas em tv. Era um tempo em que a novela já era um produto da melhor qualidade e de exportação, mas não era tratada da mesma forma pela mídia… Era considerado um jornalismo menor, posso escrever um tratado sobre o assunto pois andei por ele como enorme alegria…Fui “setorista” do “Estupido Cupido”, ou seja, estava em quase todas as gravações ao ponto da festa de aniversário de 4 anos do Bernardo estar quase todo o elenco cantando parabéns… Demos boas risadas, altíssimo astral. Foi assim até os 82 anos…

Quanto a Danuza Leão (22 de junho), conheci como jurada do programa Flávio Cavalcanti. Ela era tão diferenciada que aceitou o convite feito por Gilda Robichez Ramos, diretora da TV Studio (empresa que produzia o programa) para fazer parte do corpo de jurados. Era tudo muito novo na tv. O programa mesclava temas populares e sofisticados, alguns olhavam com estranheza ela já muito poderosa opinando por assuntos diversos. Nos reencontramos muitas vezez… No início dos anos 90 caminhávamos juntas de manhã bem cedinho no calçadão do Leme (Rio de Janeiro). Alguns anos depois, quando colunista do Jornal do Brasil, uma vez me telefonou pedindo indicação de alguém para ocupar na sua equipe o lugar da Cacaia (outra amiga querida) que estava de mudança para São Paulo. Sugeri Sonia Biondo, havíamos trabalhado juntas no jornal O Globo e estava disponível… E lá foi a Biondo com quem fez  boa parceria durante um bom tempo… Danuza era a pessoa que eu sempre gostei de estar perto mesmo sem precisar falar…Li todos seus livros, inspiradores e orientadores…Quando vim morar na Bahia trocamos e-mails, ela queria alguns dias de férias num lugar tranquilo e certamente encontraria isso em Santo André. Ela vai fazer enorme falta, mesmo sem nos falar há alguns anos… Na verdade, todas vão fazer falta, pois me inspiraram, foram referências e fizeram parte do meu caminho… Valeu a vida !!

Uma resposta para “Inspirações e referências

  1. Lindo, Léa! Beijo grande, Paloma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s