O pote de ouro

Gosto da lenda do pote de ouro no pé do arco-íris. Singela e lúdica leva para vôos sem asas, pura imaginação. E o que eu faria com um pote de ouro? E como faço para chegar até lá? Sempre acho que encontrarei muito mato no caminho e me vejo debatendo em um capinzal que cobre a minha cabeça. Cobre sim a minha cabeça, mão não é o capinzal. São tolos os pensamentos que não deixam ver que o pote de ouro está dentro de mim, dentro de nós. As soluções estão aonde nascem os problemas, e não fora de deles… Lembrei disso quando Cláudia enviou esta seqüência linda de fotos feitas na travessia da balsa… Fez um sol lindo e depois veio uma grande chuva, prenúncio de arco-íris… E eis que surge o pote de ouro no momento em que entendemos que somos luz e sombra, o bom e o mau, a tristeza e alegria, e todos os inversos são um só. A alma humana é simultaneamente divina e diabólica, sagrada e profana, santa e pecadora. E se for prestar atenção ao que escreveu Hermes Trimegisto na Tábua da Esmeralda em 680 dC, “é verdade, certo e muito verdadeiro que o que está embaixo é como o que está em cima e o que está em cima é como o que está embaixo, para realizar os milagres de uma única coisa.” Ninguém é só sol nem só chuva…Mas todos somos arco-íris com pote de ouro… (Fotos : Cláudia Schembri)

Começa a surgir ...

Cabrália ainda distante

Chegando mais perto da cidade

Se derramando na cidades

Esplendoroso no barquinho pesqueiro

Anúncios

Uma resposta para “O pote de ouro

  1. Quarenta anos.Quarenta anos atras.Eu com vinte anos
    e uma dor insuportavel no peito me fazia passar os dias -cinzentos que se diga-deitada no chao ouvindo sempre a mesma musica que JudyGarland eternizara e eu me agarrava a ela para dar ao menos um sentido a vida que ate agora so doia. E acreditar naquela musica
    que lhe prometia um lugar onde havia tantas cores e tantas luzes, um lugar onde um ceu que sempre azul nos fazia sonhar e onde a gente conseguia o sonho realizar “.E passei toda uma vida em busca dessas cores que guardavam todos os meus sonhos.Um dia eu cansei de esperar. E os sonhos foram embora
    e entrou uma coisa muito feia em seu lugar, que transformou
    tudo em preto e branco.E foi assim que eu me esqueci de mim.Ate que um dia encontrei um Anjo. Um Anjo lindo, que parecia estar ali com a missao de resgatar as minhas cores antes que eu ficasse cinza totalmente. E, logo adiante, encontrei tambem uma madrinha. Uma madrinha de verdade que, apenas um toque do seu condao transformou o que era tristeza em alegria, o que eram lagrimas em sorrisos, o que era solidao em maos que sabiam tanto doar quanto receber.
    E um dia, com apenas um toque da sua varinha transformou com umas tres palavrinhas certas no lugar adequado um sonho tao lindo, tao lindo, que parecia ate casamento de princesas. Nao bastasse resgatar as nossas cores e alegria fez uma combinacao LINDA, como so ela sabe fazer, falando sobre o arco-iris. E como Anjo nao voa sozinho, a Anjinha Claudia guardou-os para que quem for sensivel possa ver.
    Leleca, e muito, muito bom , viver no mesmo mundo que voce. Te amo.
    Com a minha melhor vibracao
    Neno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s