The Old Fashioned Way

Um amigo colocou no Facebook um vídeo do Charles Aznavour de 1995 que me encantou. Não resisti e passei a frente a canção numa voz mais do que sedutora. Amigos repicaram comentários, podia ouvir os suspiros e rodopios mentais… Mas o comentário da Marília Barbosa foi mais contundente “meu Deus, parou o domingo, me “chapou” na cadeira, não vou mais conseguir levantar… Onde ficou esse tempo, meu Deus, morreram esses homens, acho tudo hoje tão seco e cruel…”

Ao ler procurei resposta e estou concluindo que o tempo não ficou nem os homens mudaram, nós é que deixamos de sonhar… Não sei se os homens eram românticos, mas sei que os nossos desejos em viver grandes paixões faziam com que o nosso olhar fosse amoroso para os menores gestos… Projetamos os amores que queríamos viver, e dávamos cores, matizes de acordo com nossa imaginação… E tudo acontecia como num conto mágico com pó de pirlimpimpim e vivíamos aqueles momentos de forma tão intensa que até hoje continuam escondidos na memória… E aí qualquer canção do Aznavour embalada pelo menor movimento de corpo nos leva ao delírio e uma saudade de nós mesmos….

Como escreveu Cazuza, o tempo não para… Vamos nos reinventar, ainda há tempo…

http://www.youtube.com/watch?v=cDi1sQO1MJI

 

Anúncios

Uma resposta para “The Old Fashioned Way

  1. nós é que deixamos de sonhar…

    -excelente texto.
    e a música é maravilhosa!
    boa noite.
    Áurea

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s