Guardanapo

Estou preparando um almoço para amanhã. Vou reunir amigos aqui da vila que, que assim como eu, não tem mãe nem filho por perto. Três mesas irão para debaixo das árvores, serão unidas por toalhas coloridas e assim teremos um grande mesão. Ali serão colocadas as comidas, bebidas e sobremesas que os amigos vão trazer. Um belo almoço comunitário. Desde o inicio da semana pedi à Helenita lavar e passar os guardanapos, pois quero usar neste almoço. Pode parecer um fato banal, mas guardanapo de pano faz uma grande diferença na minha vida. Lembra a casa dos meus pais onde cada filho, mesmo depois de adulto, de ter saído de casa, acertado e errado, casado e descasado, continuava tendo um porta guardanapo com suas iniciais bordadas na tampa. Era como um envelope de tecido que mamãe fazia com capricho, ali colocava o guardanapo de pano e deixava ao lado dos pratos marcando o lugar. Não importava o que era servido, mesmo nos tempos de vacas magras tinha na mesa o sino de prata para chamar a empregada e todos com seu guardanapo de pano no colo.

Meus pais recebiam hóspedes por longo período. Como a prima Tita, de Curitiba, que foi fazer um curso de restauração de quadros na Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro e morou um ano conosco. Neste caso, como que simbolicamente efetivando seu lugar na família, tinha um porta guardanapos personalizado. Tínhamos também envelopinhos de pano com bordado neutro para visitas com menor duração.

Eu gostava de chegar para almoçar em um dia qualquer e ver o meu lugar marcado na mesa. Mesmo tendo rodado tantos lugares, sentado em mesas de países e paladares diversos, toalhas de linho, talheres de prata, copos de cristal, aquela mesa era especial, pois sempre era minha casa. Amanhã na grande mesa sob o chão de terra, embaixo das árvores de almescla, cupuba, araçá e do ingazeiro, em homenagem à mamãe, ao lado de cada prato haverá um guardanapo de pano.

Anúncios

6 Respostas para “Guardanapo

  1. Belo texto! Costurando em memórias o tecido da vida! Beijo.

  2. Lindo Léa!!! Meus filhos também estão longe dos olhos, mas do coração…. aí já é outra história! Beijos e feliz dia das mães!!!!!!

  3. Um bonito Dia das Mães. Beijo o guardanapo.

  4. Que lindo, pois a casa toque do guardanapo aos nossos lábios podemos homenagear as nossas mãezinhas com um beijinho…
    Feliz e grato por poder fazê-lo!
    Fridão.

  5. Muito lindo.Parabéns pelo dia das mães.

  6. Lea querida,
    estou agitando para levar um povo no próximo verão!
    ri muito com esse texto.ele me fez lembrar um comentário antigo em que eu desenvolvia uma teoria sobre a “queda do padrão” quando passamos do guardanapo de pano para o de papel.
    a partir daí passei a usar os de pano quando trago amigos.
    um beijo,
    zenaide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s