5 minutos de fama

Confesso que tenho um sério problema com horário, nem que eu queira consigo me atrasar. Os astros conspiravam a favor, nenhum transito nesta São Paulo que vive engarrafada e cheguei ao Shopping Bourbon com 1h10 de antecedência.  Andei pelo shopping e não consegui ver uma só vitrine. Entrei na Livraria Cultura e nenhum livro “caiu no meu colo” implorando para ser levado. Consegui até superar a tentação de comprar uma caneta colorida numa papelaria elegante. Verifiquei o local aonde iria, voltei para um dos corredores e sentei em uma das confortáveis poltronas de couro como se nada estivesse acontecendo. Tentei ler tweets e a vista embaralhou. Quase rezei um terço para acalmar, respirei profundamente diversas vezes tentando me concentrar no ar que entrava em direção ao 3º olho, deixando sair fazendo cosquinha embaixo da narina. Quando pela enésima vez olhei para o relógio e constatei que faltavam 15m para o horário marcado, calmamente fui para o local como uma das tantas convidadas à pré estreia. Entreguei o convite e recebi um cartãozinho com o número de uma das 10 salas aonde assistiria ao filme, além de um vale pipoca/coca-cola. Perguntei a uma das moças da assessoria de imprensa se o diretor havia chegado, ela disse que não. Continuei olhando o movimento dos jornalistas e fotógrafos instalados num cercadinho com as câmeras apontadas para uma grande tela de publicidade do filme onde os artistas seriam clicados. Fiquei acompanhando a chegada dos convidados até ser “alçada” por um jornalista que me conhecida e trabalha na produtora que colocou a fita vermelha no pulso e trocou o cartão para assistir ao filme na sala vip. E alguns minutos depois eu estava no meio do “tiroteio” de flashes dos fotógrafos como “estrela” ao lado do diretor e da roteirista. “Ela é a culpada”, dizia o diretor aos jornalistas. “Foi quem escreveu esta historia”. Fiquei cega com os minutos de fama que o Andy Warhol falou. Já passei por outros assim e hoje tenho a total consciência de que valem para serem curtidos naquele momento. Amanhã vale só pela lembrança. Hoje um amigo perguntou quais são meus planos para o futuro e respondi com sinceridade que não tenho. Vivo um dia de cada vez. Com as alegrias, surpresas, tristezas, dedicação, aprendizados, amor e desafios que este dia oferece. E é na trajetória do inesperado que surgem idéias, projetos, nem tanto pelo resultado, mas por um enorme prazer de construir. Quem sabe aconteçam outros momentos como este de assistir a pré estreia de um filme cujo argumento escrevi.

Anúncios

4 Respostas para “5 minutos de fama

  1. Deve ser estranho mesmo, como diz a música de Caetano “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”…. Mas este é o seu momento, curta, o amanhã quem sabe???? De qualquer maneira, meus parabéns, estou louquinha prá ver o filme… e quem sabe o próximo???? Beijos prima

  2. Maria Bernadete Farias de Souza

    Oi, Lea! Te conheci em Santo André, estive hospedada na casa da Cristina Muraro. Teu nome foi citado no programa Estúdio I da Globo News, em função do filme, dia desses. Parabéns! Quero muito ver o filme. Abraço

  3. Menina, me distraí na correria do cotidiano e perdi o lançamento.
    Buá!

  4. Até que enfim, Léa, o filme estreou em Santa Cruz do Sul … pretendo ainda esta semana assistir … esperei tanto … tenho certeza que vou adorar!!!
    Beijão!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s