O Acuba

Campo de futebol

Campo de futebol

Quando o Acuba transborda, a vila vira do avesso como se colocasse prá fora as mágoas, os maus tratos, os descasos… Tudo o que se guarda, entala, acumula, um dia desagua sem medida… Desceram no estreito leito do rio Acuba cadeiras, armário, mesa, colchão, geladeira, garrafas pet, sacos plásticos, troncos, galhos, enfim, o resto do que achavam não servir no presente que jogaram fora sem pensar no futuro… As mazelas e o abandono fizeram com que as águas engrossadas pela chuva procurassem os caminhos antigos que ao longo dos anos foram modificados por construções, depredações e descontrole provocado pelo homem no desejo de ter suas casas onde não era seu lugar… Não deixaram o rio correr seu curso, acharam-se mais fortes que a natureza…

Fui muitas vezes Acuba em dia de tempestade. Sai derrubando o que vinha pela frente sem pensar nas consequências… Quem não segue seu caminho, fraqueja, foge, se entrega, posterga um dia vai ter que encontrar o caminho interrompido… Quem sai do seu rumo, da sua verdade, quando menos espera, basta apenas uma gota para transbordar numa avalanche as palavras contidas, respostas não dadas, tristezas, decepções… E quem não limpa seu leito, não deixa a água fluir, vai morrendo por dentro, assoreando as margens, secando a vida…

 Abaixo, o texto de Silvia Tagarielo publicado no Facebook… Ela é administradora da vila, aqui nasceu e vive. Tem um restaurante onde serve um maravilhoso acarajé e uma pequena mercearia onde vende o pão que faz…

“NASCI EM SANTO ANDRE, TENHO 41 ANOS, CONHEÇO UM POUCO DE CADA HISTORIA DO LOCAL. NESSES ANOS QUE VIVO AQUI MUITAS COISAS VÊM ACONTECENDO E UM DESSES ACONTECIMENTOS É O RIO DE SANTO ANDRE. ESTE RIO TINHA UMA LINDA HISTORIA MUITO BONITA. PORQUE DELE NOS BEBIAMOS AGUA, PESCAVAMOS PEIXE E TINHA UM LAGO MUITO GRANDE QUE ERA AO LADO DO CAMPO DE FUTEBOL, ONDE TODOS SE BANHAVAM.
TINHAM VARIOS BRAÇOS QUE DESVIAVAM A AGUA ONDE HOJE EXISTEM VARIAS CONSTRUÇÕES. DEVIDO A ESSAS CONSTRUÇÕES A ÁGUA NÃO TEM ONDE CORRER E FORA OUTRAS IRREGULARIDADES, COMO CONSTRUÇÕES NA BEIRA DO RIO, LIXOS JOGADOS, ESGOTO E MUITO MAIS.
TEVE UM EMPRESARIO QUE COLOCOU MANILHAS PARA REFUGIAR A ÁGUA PARA O RIO JOÃO DE TIBA, POR CAUSA DESSES ALAGAMENTOS. VENDIDA A CASA GRANDE ESSAS MANILHAS FORAM TIRADAS, QUE ERA UM PATRIMÔNIO PÚBLICO, E A PROPRIA COMUNIDADE DEIXOU ISSO ACONTECER E HOJE NOS ENCONTRAMOS NESSA SITUAÇÃO. O CENTRO DO POVOADO TODO ALAGADO E ISSO SO COM TRES DIAS DE CHUVA FORTE, IMAGINE SE CHOVESSE UMA SEMANA.
TA NA HORA DE CADA UM OLHAR PARA SEU PRORIO UMBIGO E FAZER SUA PARTE, PORQUE NOS SOMOS A CAUSA DE TUDO ISSO QUE ESTA ACONTECENDO. QUANDO SENTIMOS ENCURRALADOS TEMOS SEMPRE ALGUEM PARA APONTAR. SE CADA MORADOR FIZER SUA PARTE E O PODER PÚBLICO A DELA, TUDO ISSO PODE SER EVITADO.
SANTO ANDRE É TÃO PEQUENO E SE TIVERMOS DISPOSIÇÃO, CONCIÊNCIA E BOA VONTADE PODEMOS CUIDAR MUITO BEM DELE.”

Anúncios

Uma resposta para “O Acuba

  1. Sempre tão lindo e com tanta verdade tudo que escreve!!!bjs Léa
    Regina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s