20 anos

Em setembro de 2000 eu estava envolvida em conhecer melhor o mundo da internet. Como diretora de comunicação do Rock in Rio, que iria acontecer em janeiro de 2001, numa volta para a Cidade do Rock, palco da emblemática 1a edição em 1985, estávamos num grande movimento de mídia. Já tínhamos sites e e-mail, ainda não haviam as redes sociais. Eu convivia diariamente com o assunto, encantada com a nova ferramenta e o destaque ainda era maior pois o patrocinador master, aquele que viabilizava a retomada do festival, era a AOL, um provedor de internet. Tínhamos dentro da produção uma área que só cuidava deste assunto. Era tudo muito inovador. Assim como mulheres grávidas que só encontram barrigudas à sua frente, eu só pensava em internet e me chamou a atenção a notícia do lançamento de um site sobre celebridades. E naquele domingo liguei no SBT no programa do Gugu e assisti o lançamento de O Fuxico

Uau ! Parecia a Revista Amiga que vi nascer transportada para o século XXI de forma digital! Pulava o processo da gráfica, a distribuição nas bancas e entrava direto na tela do computador. Tentei acessar o site, mas não consegui…. Depois vim saber que o volume de acessos foram tantos que derrubou a rede do UOL… O Rock in Rio aconteceu inovando muito com a internet. Passaram-se muitos anos e acessar o mundo digital entrou no dia a dia dos brasileiros. Sites, blogs, conteúdo, mecanismos de buscas está tudo à disposição. E, com as muitas midias disponíveis, em 2006, quando, a convite do Projeto Emoções em Alto Mar, fui organizar a lista de veículos de imprensa que passariam 5 dias à bordo de um luxuoso transatlântico acompanhando a incrível experiencia de confraternizaçao entre amigos e fãs do Roberto Carlos, sugeri ao Dody Sirena, empresário do artista, dar um enfoque maior à midia digital, levando para a viagem diversos sites. O Fuxico foi um dos relacionados. Em 6 anos de atuação havia crescido, tinha milhares de acessos, se tornara referencia em sites de celebridades e aberto caminho para outros tantos. Eu não tinha contato com a jornalista Esther Rocha, editora, mas achei o telefone na web, fiz o convite e fomos nos conhecer em alto mar.

Foi em alto mar que ouvi a sua trajetória e ficamos amigas. Exemplo de “self made woman”, desbravadora, resiliente, divertida, foi preciso muito pouco para admirar a sua obra, o seu olhar para o futuro que motivou o apresentador Gugu Liberato, seu colega dos tempos da faculdade de jornalismo, em investir no que a principio parecia uma maluquice. O Fuxico foi o primeiro acesso para este mundo digital que se estendeu para a sua outra paixão, a gastronomia, que a fez voltar para a universidade, se transformar em chef e criar o site Vamos Falar de Comida. Tudo isso já justificaria a homenagem que faço hoje, no 1º dia dos 20 anos de O Fuxico, deixando meu registro de respeito e admiração à Esther e sua equipe, onde todos tratam os assuntos mais dificeis com respeito… Ela sabe que a comunicação deixou de ser cartesiana.  Além da ousadia e criatividade, quem está nesta área precisa ter grande acuidade, uma visão ainda mais acirrada de onde quer chegar. O poder de uma noticia abalar uma marca, uma instituição ou uma pessoa é grande e o processo é rápido. Reconstruir às vezes é difícil ou impossível. Esther, que venham mais tantos anos de sucesso e alegria… Com o mesmo astral, profissionalismo e dignidade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s