Pensamentos em pedaços

Movimentos compassados, prá frente e prá atrás, vovó pedalava a máquina de costura. Nem sei se ainda sabem o que é máquina de costura com pedal, ou se acham que as roupas já “nascem” prontas… Mas quando criança eu ficava sentada no chão, ao pé da máquina, vendo vovó costurar as roupas da família enquanto assobiava… Nunca vi ninguém assobiar tão bem, interpretava valsas, canções populares e infantis, tinha um vasto repertório capaz de me deixar extasiada por longo tempo. No vai e vem do corte de tecidos às vezes ela deixava cair propositalmente uns pedacinhos de pano que eu emendava transformando em manto de rainha ou cobertor para as bonecas. E quando tudo parecia monótono, vovó abria uma gavetinha cheia de botões e me oferecia aquelas preciosidades como divertimento. Eram muitos, mas muitos botões, de todos os tamanhos, materiais e procedências… Eu podia brincar o quanto quisesse, mas depois tinha que devolver à caixinha intacta. Pelo bom comportamento, às vezes ganhava algum botão dourado que servia de medalha no manto de rainha…

Estas lembranças surgiram quando puxei um fio de memória para descobrir de onde vem o meu prazer em unir pedaços, a paixão por quebra cabeças, colchas de retalhos e mosaicos, uma alegria incomparável que me leva a passar anos fazendo centenas de quadradinhos de crochê numa interminável colcha colorida que um dia há de ficar pronta. Sempre gostei de tricotar qualquer coisa que tivesse listras, ou criar desenhos geométricos em casacos soltos e desestruturados…

A viagem dos pedacinhos de minha vida me levou nesta semana a fazer uma colcha. Tinha alguns retalhos,  comprei outros tecidos, cortei, misturei, juntei  e surgiu uma nova estampa… Um patchwork do meu jeito, e enquanto costuro minha mente ferve, vai e volta… Mostrei a colcha quase pronta à minha amiga Luciana Wis, psicanalista, figura singular que há quase um ano é minha vizinha em Vila de Santo André.  Comentei que acabara de descobrir que tenho ímpetos em juntar caquinhos e como isso me faz bem. Sinto que nesse exercício vou coordenando os pensamentos, encaixando as duvidas como quem combina o tecido xadrez com a estampa floral.

Sentada no pátio de casa, embaixo de um céu estrelado, numa noite em que a chuva deu folga, com o jeito manso que tem de falar as coisas mais profundas, Luciana disse que isso é coisa de quem tem um olhar menos rígido, múltiplo… Como resultado as cenas se tornam mais enriquecidas e o olhar ganha diversidade … Que alívio saber que é apenas isso…A minha loucura não é compacta, é fluida, móvel e sendo assim vou continuar juntando tecidos, linhas, caquinhos e pessoas…

Anúncios

5 Respostas para “Pensamentos em pedaços

  1. Que delícia de texto!
    Os invernos da minha infância foram aquecidos por colchas de retalhos!
    Seu texto me fez viajar no tempo, me vi pedalando a máquina de costura da minha tia e eu ganhei muitas broncas por causa dessas pedaladinhas. rsrsr

    Beijo

  2. Léa,leio todos os seus textos e acho você ,uma pessoa de valor.
    Quero te dizer que,conheço e,tenho uma máquina de pedal e, costuro nela há 33 anos…

  3. Leleca,
    Eureka!! Você conseguiu nomear certinho o que eu queria dizer e não sabia. Os seus textos não nos chegam só pelos olhos mas também pelo nariz – com gosto de café – pela boca com gosto de pãozinho quentinho , sem nenhum bromato para estragar. A sua arte é esse quebra-cabeças, essa colcha de retalhos linda, como lindo é o nascer do sol de cada um dos seus dias que você costura com lindas linhas de ouro e que a fazem ser mais bonita e luminosa ainda, do que você era na colchinha de retalhos e no gosto de café.

  4. Leleca, minha querida:
    Que texto tão lindo e sensível! Acho fascinante esta coisa de retalhos coloridos. E a interpretação da psicanalista é ótima, porque vc realmente tem um olhar multifacetado, superabrangente e certamente muito colorido.
    vc é um barato, Leleca! te amo muito.
    beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s