Muito marketing, pouca fé

papaLeio hoje na Folha de São Paulo que a visita do Papa Francisco para a Jornada Mundial da Juventude custara até R$350 milhões e imediatamente me vem o pensamento de que a Igreja da vila onde eu vivo além de ter minguado o número de fiéis teve a luz cortada por falta de pagamento. Será que acreditam que a evangelização no país se faz com a vinda do Sumo Pontífice para um encontro de poucos dias ?

Estudei em colégio de freiras, ia à missa aos domingos e passei a infância com a presença da Igreja no bairro simples na Zona Sul de São Paulo. Além de darem aula nas escolas com um ensino de qualidade, os padres passavam filmes para as crianças nas tardes de domingo num barracão transformado em cinema e jogavam futebol com os meninos, as freiras visitavam doentes, distribuíam comida aos pobres, ensinavam as mães a fazer o enxoval para seus filhos. Padres e freiras eram amigos das famílias, iam às festas de aniversário, conheciam os problemas dos moradores do bairro.

Mas tem alguma coisa estranha na Igreja dos ultimos tempos, muito marketing para pouca fé. Tenho este sentimento por viver numa comunidade com menos de 800 habitantes onde a Igreja Católica não consegue agregar nem 5 fiéis nas missas dominicais. Os devotos da “palavra do Senhor” que seguiam a procissão na festa do padroeiro, cantavam no coro e faziam fila para a hóstia baldearam-se para as 2 igrejas evangélicas.  O “Senhor” também está nestes espaços e deve ter algo mais sedutor, talvez garanta um lugar melhor no céu.

Por isso neste domingo com a notícia do jornal fico pensando o que a Igreja pretende alcançar com tal investimento. É assim que se consegue mais fiéis por este país de meu Deus? Nesta reflexão acrescento também a notícia de um número absurdo de árvores cortadas no local onde haverá a grande missa, na possibilidade da retirada de coqueiros da praia de Copacabana e outras tantas propostas absurdas que estão sendo tomadas para este encontro. E pensar que o cara que trouxe a base para a criação desta Igreja era tão simples, com um pensamento claro e seus ensinamentos fáceis de serem seguidos… Mais de 2 mil anos depois ainda fala-se sobre ele e do jeito que seus seguidores estão se comportando não entenderam a sua mensagem.

Em tempo : nada contra o Papa Francisco, até acho bem simpático e com bom discurso…

Anúncios

Uma resposta para “Muito marketing, pouca fé

  1. Soberano

    Enviado via iPhone do Roberto Abramson.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s