Parabólica

parabolica

 

Você assiste TV por antena parabólica? Certamente a maioria dos meus amigos respondera negativamente. A parabólica é como sinal de vida espetado nas casas mais simples do interior do país trazendo a programação das emissoras de tv aberta. As primeiras vezes que vim para o sul da Bahia, antes de dormir sintonizava na TV Globo e era muito estranho ver no intervalo comercial a tela ficar preta como se estivesse fora do ar. Simples, não havia o que exibir. Chegava apenas a programação da emissora sem os comerciais que na maioria são regionais.

As outras emissoras – Record, Bandeirantes, SBT – retransmitem a programação de São Paulo com direito a todos os comerciais. Mas a Globo, fez algo diferente, Para evitar este buraco negro nos últimos anos criou conteúdo com comerciais de produtos da Som Livre, da Globo Marcas e abriu uma brecha para as emissora afiliadas veicularem pequenos comerciais do que tem de melhor em sua região. Com isso o Aquífero Guarani, as belezas de Goiás, as maravilhas da TV Tem passaram a fazer parte da minha vida nos intervalos das novelas. Mas neste último ano “Isto É Pernambuco” e “Ó Minas Gerais” se tornaram mais constantes nos intervalos da programação. E não é que são também os estados de onde vêm os presidenciáveis Eduardo Campos e Aécio Neves?

Não preciso ir longe para ver que as casas com parabólica não tem reboco nem piso, muito menos saneamento básico como 40% dos domicílios (pesquisa IBGE). As localidades que não são atendidas com o programa “Luz para todos”, utilizam a energia através de baterias ou pequenos geradores. Mas de uma forma ou outras as famílias se conectam com o mundo. Segundo o Ministério das Comunicações são mais de 20 milhões de domicílios cobertos pela parabólica, num total de 54 milhões de residências no país.

E nesta enormidade de país com 16 milhões de analfabetos,  sendo a grande maioria de adultos vulneráveis à manipulação, num domingo nublado, fico pensando com meus botões sobre a extensão  da propaganda na vidas destas pessoas…  Tanto as campanhas de “Brasil um país para todos” como as de Pernambuco e Minas Gerais disseminadas em pílulas nos comerciais o quanto impactam, quais desejos remetem, o que levam a sonhar. O resultado veremos em 2014, quem tem mais bala na agulha e espaço na TV.

Anúncios

Uma resposta para “Parabólica

  1. Muito boa observação, é esperar os resultados…Beijos proC, daqui de Minhas Gerais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s