Arquivo da tag: fiat

O sapato verde

sapatoverde

Quando a Tai me deu a bola pequena para um novo exercício de pilates, viajei no tempo. A pequena e pesada bola era exatamente da cor daquele sapato que jamais esqueci. Foi amor à primeira vista: olhei na vitrine e me apaixonei. Nunca tinha visto e desejado tanto um sapato verde de salto alto.  Talvez não combinasse com as roupas, mas aquele verde com um mix de tons petróleo e turquesa era especial, sedutor, chiquíssimo. A delicada pelica tinha um brilho perolado, o que deixava o sapato ainda pouco adequado a muitos trajes, mas nada importava.  Eu tinha a impressão de que a cor era uma experiência do fabricante, nenhum outro fora confeccionado, assim como o Fiat Uva que tive. Quando comprei, a concessionária avisou que apenas dois veículos vieram com esta cor inusitada, um teste da fábrica. Os dois foram emplacados juntos, mas o outro foi destruído dias depois em um acidente, e com isso os amigos sabiam por onde eu andava, afinal era a única a conduzir um Fiat Fanta Uva perolado entre o Rio e São Paulo. Fomos felizes por muitos anos, até fizemos um Rock in Rio !

Refletindo enquanto escrevo, percebo que cores e combinações pouco usuais fazem parte da minha vida. Tive o cabelo cor de cenoura, mas neste quesito me superei, foram muitas mudanças. Pintei uma parede de laranja uniforme da Comlurb por indicação do feng shui; na adolescência pedi e tive um quarto com moveis pintados de cinza com paredes e cortinas cor de rosa inspirado em algum filme de Hollywood e hoje imagino que os próximos toldos de minha casa podem ser de tecido acquablock estampado com samambaias. Sou uma pessoa de gostos estranhos, se correr solto, com o passar do tempo posso virar uma fashionista como a Iris Apfel. Mas voltando ao sapato verde perolado que veio à memória através  da bola de pilates, me lembrei também que não o vi envelhecer nem furar a sola de tanto dançar em festas, mas dei de presente à uma prima querida que também se apaixonara por ele ao ver em meus pés. Ela queria tanto quanto eu o quis e achei que merecia compartilhar. E aí me deparei com uma enorme coincidência sincrônica da vida…. Senti a ausência desta prima no facebook e, investigando, descobri que sofrera um AVC e estava internada. Ela não merecia…Tão brilhante, tão plena, tão cheia de desejos e projetos… Está em uma casa de repouso, cercada de amigos que não sabem o que fazer para amenizar a situação e eu daqui da Bahia ainda tenho sonhos em forma de sapatos coloridos e desejo muito que ela saiba que se não aguentamos mais o salto, vamos de havaianas !

Começo a pensar que as redes sociais têm me trazido mais notícias de obituários e doenças, do que casamentos e nascimentos de filhos…. Na verdade, só nascimento de netos e bisnetos de amigos.

Preciso de mais sapatos verdes, carros coloridos, alegria no coração…. Preciso acreditar que ainda há muito para se rir, celebrar, comemorar, nem que sejam as rugas e os quilos a mais…. Preciso ser menos rigorosa quando me pego falando demais, detalhando casos que podem não interessar aos outros, mas lembrar boas histórias é viver de novo…. Preciso estar atenta aos amigos, e o Facebook é um ótimo medidor de frequência mesmo que às vezes traga notícias tristes, partidas que são sempre chegadas a outro plano…. E preciso lembrar de agradecer sempre por esta vida…

Anúncios